Enquete

Você se sente ou já se sentiu assediado moralmente no banco?

Santander impõe reajustes abusivos nos convênios

Novembro é um mês de apreensão para os bancários do Santander, pois eles sabem que sofrerão aumentos abusivos nos convênios médico e odondológico. Neste ano não foi diferente. Unilateralmente, o banco espanhol reajustou os valores entre 27% e 56%, muito acima da correção salarial obtida pela categoria bancária na Campanha Nacional deste ano, que foi de 8%.

Os bancários sentem que os convênios são cada vez menos vantajosos.  Além dos aumentos abusivos, desde 2014, o banco mudou os critérios de coparticipação. Desde aquele ano, os dependentes com idade entre 21 e 24 anos pagam como uma vida a mais. Antes pagavam um valor menor. O retorno dessa condição é uma das reivindicações da pauta específica dos trabalhadores do Santander.

Rio Grande do Sul:  Além disso, no RS o Santander trocou compulsoriamente o plano odontológico da Odontoprev para Interodonto, cujo benefício é bem inferior ao anterior, tanto ao número de profissionais credenciados quanto os serviços oferecidos. Para piorar, a Interodonto não possui nenhum laboratório conveniado na região para realizar exames.

Tags: santander,saude

Voltar