Enquete

Você se sente ou já se sentiu assediado moralmente no banco?

Bradesco é condenado por abusos

Pelas práticas vergonhosas de abuso contra o trabalhador, o Bradesco foi condenado a pagar R$ 1 milhão por assédio moral.  A decisão foi tomada pela 7ª Vara do Trabalho de Natal.

A empresa submetia os funcionários a situações vexatórias de xingamentos, cobranças fora do expediente, exigência de metas durante greves, fazia  ameaças de demissão e coações contra gestantes.

Uma bancária chegou a sofrer humilhações praticadas por uma gerente que, aos gritos, chamava a funcionária de incompetente e improdutiva. Outra testemunha revelou que, durante a gravidez, trabalhava 14 horas por dia "sem poder tomar água ou ir ao banheiro". A situação causou sérios problemas durante a gestação e o bebê nasceu prematuro.

Os gerentes também eram vítimas de assédio, submetidos a sobrecarga de trabalho, proibidos de receber atestados médicos de empregados, chegando a ter férias canceladas.

Fonte: Sindicato dos Bancários da Bahia

Tags: assédio moral,bradesco

Voltar