Enquete

Você se sente ou já se sentiu assediado moralmente no banco?

Itaú segue desrespeitando folga assiduidade

O movimento sindical continua recebendo denúncias de bancários que foram obrigados pelos gestores a usar a folga assiduidade no dia 30 de dezembro, quando não houve expediente bancário nas agências. O trabalhador não pode ser penalizado por uma postura irresponsável por parte de alguns gestores do banco que descumprem o que está garantido na Convenção Coletiva de Trabalho [CCT] dos bancários.

As denúncias começaram no final do ano passado em agências do Itaú em São Paulo. Dirigentes sindicais questionaram o banco, que respondeu não haver qualquer determinação nesse sentido. Mas muitos bancários acionaram os Sindicato afirmando o contrário.

“Colocaram [no ponto] falta, colocaram dia compensado, e se o funcionário não tem hora extra, fica devendo e é descontado do salário”, relata uma funcionária de agência.

A folga assiduidade é um direito conquistado após a Campanha Salarial de 2013 e é garantida pela cláusula 24 da CCT: “um dia de ausência remunerada ao empregado que não tenha nenhuma falta injustificada entre 1/9/2015 a 31/8/2016 e com mínimo de um ano de vínculo empregatício com o banco. O dia de 

Com informações do Sindicato dos Bancários de Santos e Região

Tags: assédio moral,itau

Voltar