Enquete

Você se sente ou já se sentiu assediado moralmente no banco?

Presidente da CAIXA confirma fechamento de 120 agências em todo o Brasil

O presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, confirmou nesta terça-feira (18) em São Paulo, que aderiu ao Programa de Desligamento Voluntário Extraordinário (PDVE) da empresa. Occhi disse que consultou o Conselho de Ética da Presidência da República e que o órgão não viu nenhuma ilegalidade na questão. Ele segue na presidência do banco.

O último balanço divulgado pela estatal revelou que 4.519 empregados deixaram a empresa por meio do PDVE. Esse número ainda pode aumentar. Falta contabilizar os desligamentos ocorridos na última semana do programa, que encerrou no dia 31 de março.

A direção da Caixa já informou que não fará novas contratações para suprir os desligamentos. A postura da estatal contraria decisão da justiça que determinou a contratação de 2 mil novos empregados que foram aprovados no concurso público de 2014. O banco perdeu por duas vezes na justiça e já ingressou com novo recurso.

Fechamento das Agências

Também nesta terça (18), Occhi confirmou que a Caixa vai fechar cerca de 120 agências em todo o país. O fechamento deve começar no segundo semestre. As unidades que dão prejuízo serão as primeiras a fecharem as portas, seguidas daquelas que não dão o lucro esperado.

O presidente da Caixa disse também, que as funções de gerente pessoa jurídica (PJ) e pessoa física (PF) só serão mantidas nas agências que tiverem ao menos 300 contas qualificadas na carteira PJ e 900 na PF.

Occhi prometeu aos empregados, que perderem a função por conta do fechamento das agências, a incorporação das funções ao salário deles.

A CONTEC é contra o fechamento das agências e vai lutar para reverter a decisão da Caixa. Além disso, a CONTEC vai cobrar a manutenção das funções e a imediata contratação de novos empregados para suprir aqueles que aderiram ao PDVE.

Com informações da CONTEC

Tags: caixa

Voltar